14 de novembro de 2010

Estágio


Tem horas que a gente vai parar direto lá dentro. Depois sai e diz que fez estágio. Simples, como toda desculpa no que tem de mais indesculpável, esse advérbio pomposo que nos enche de razão. Daí ficarmos nos estágios, categoria de vivência que deve servir para nos deixar mais experientes. Entretanto, nem todo mundo aprende com a experiência, ao menos as moscas não, quando teimam em voar de encontro às vidraças. E nós temos todos muito de gente, e outro tanto de moscas, acho. Ou não daríamos com tanta força de encontro às vidraças, buscando alcançar nem sei bem o quê. Eu diria que o sonho da mosca deve ser um dia ver a vidraça se estilhaçar ao impacto de um encontrão seu. Seria glorioso para a mosca, e um vexame para a vidraça.